Mais vale a lágrima da derrota, do que a vergonha de não ter lutado. (Bob Marley)

domingo, 7 de agosto de 2016

O que falta para o Brasil tornar-se uma potência olímpica ?

   Os jogos olímpicos do Brasil, enfim começaram, leitor, aproveite  bastante, Quem puder comparecer em algum evento, o faça, talvez nem os nossos netos terá um oportunidade como essa. Eu desde pequeno sempre gostei de acompanhar e torcer pelos brasileiros, acompanhar os grandes atletas em jogos Pan americanos e jogos olímpicos, Más uma coisa sempre me indignou, o Brasil com seu tamanho continental, com uma população que ultrapassa duzentas milhões de pessoas  sempre conquistou poucas medalhas  nas olimpíadas. Sempre as conquistas foram alcançadas por esforço  e talento próprio dos aletas, sem muito planejamento coletivo.

http://olimpiadas.uol.com.br/quadro-de-medalhas/historico/#quadro-de-medalhas

   O Brasil é o trigésimo sétimo colocado no quadro geral de medalhas de todos os tempos com 23 medalhas de ouro, 30 de prata e 55 de bronze. Veja que estamos atrás de países bem pequenos com populações pequenas em comparação com o Brasil como Finlândia, Suíça, Bulgária, Cuba e Romênia. 
    O Brasil talvez pelo jeito e cultura do povo brasileiro sempre  obteve bons resultados em esportes coletivos como vôlei, basquete e futebol que só  entrega apenas uma medalha no quadro geral por esporte. Devemos urgentemente fazer investimentos de qualidade em esportes individuais que entregam muitas medalhas como natação, atletismo, esgrima, tiro esportivo, judô, luta olímpica entre outras. 
   A cultura popular do brasileiro é de amor ao futebol, nem por isso, acho que devemos esquecer das outras modalidades esportivas. O investimento em outros esportes deveria começar nas escolas e intensificar nas universidades assim como acontece nos Estados Unidos da América. Veja o meu caso, na escola, desde a pré escola até o segundo grau nunca fui obrigado a praticar esportes e olhe que sempre estudei em escolas particulares. Tínhamos a disciplina de Educação física em que o máximo que fazíamos era dar umas corridas em volta da escola. Na universidade em que fiz, pública federal, a disciplina obrigatória de Educação física  era apenas no primeiro ano, em que escolhia um esporte qualquer sem ao menos orientação de um professor direito. 
   Alguns esportes demandam investimentos em estruturas esportivas como quadra de esportes, piscinas, pista de atletismo e de ciclismo, talvez se não houvesse o tanto de corrupção, com certeza daria para construir, muitas dessas para iniciação esportiva das crianças e adolescentes. 
   Em 2016, o Time Brasil tenta bater o recorde do número máximo de 17 medalhas ganhas em Londres 2012, nos esportes tradicionais em que sempre temos alguma chance como futebol, vôlei, vôlei de praia, judô e vela  e alguma surpresa agradável em outro esporte como na medalha ganha por Felipe Wu no tiro esportivo ganho ontem, 6 de Agosto de 2016.
    Na minha opinião portanto, acho que devemos intensificar o esporte nas escolas e nas universidades, investir em estruturas esportivas, trazer mais técnicos estrangeiros em modalidades sem tradição no Brasil e assim devagar ir galgando melhores colocações nos quadros de medalhas. Bons jogos gente e Boa sorte Brasil.






14 comentários:

  1. O problema do Brasil são tantos, não tem hospital, não tem escolas, não tem porra nenhuma...

    O que dizer de uma quadra de basquete, piscina publica para polo aquatico, salto ornamental ou treinar simplesmente natação?

    Onde é que treinamos no Brasil esgrima? Ou Hockey sobre grama?

    Como é que um governo que nos rouba todos os dias, que não tem pena do seu povo morrendo em corredores de hospitais, vai investir em esporte?

    O problema do esporte no Brasil está bem longe de ser resolvido.

    O Brasil não é o País do futuro, como se costuma dizer. O Brasil é o eterno país do 3º Mundo e nunca sairá disso, a não ser que o País se envolva em alguma guerra onde tudo poderá ser recomeçado do 0 aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Forreta, estava conversando esse tema hoje com um colega. Nossos políticos são péssimos e prejudicam muito o desenvolvimento em todas as áreas.

      Excluir
  2. Veja que com força de vontade, qualquer um consegue chegar aonde quiser, mas se o governo ajudasse como acontece nesses países "super-medalhistas", estaríamos muito bem nesse rank:

    https://www.facebook.com/soukidnoel/videos/1111510985562544/

    ResponderExcluir
  3. Ola Beto.

    Nao curto olimpiadas, mas sei que aqui nao ha investimento na base dos atletas.

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por exemplo construtor....um trabalho de base feito em uma comunidade carente no rio de janeiro realizado pelo ex judoca Flávio canto ajudou a descobrir a medalhista de ouro Rafaela silva.

      Excluir
    2. Vi esta historia mesmo, mas ainda penso que è muito pouco.

      Se voce pegar paises de primeiro mundo vera que ja existe toda uma preparacao para formar campeoes.

      Excluir
  4. Beto,

    Acho que é um problema de todo o sistema brasileiro. Nossa economia é movida a corrupção, mas em termos financeiros, quanto pode gerar um atleta que é do judo por ex? Por isso não se tem interesse... agora vai ver a doação pra campanha das empresas... acho que o dia que acabarmos com essa cultura de tudo ser movido a corrupção, vai sobrar mais pra quem trabalha, e nisso estão incluídos os atletas..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os militares tem apoiado os atletas. Os mesmos recebem uma bolsa de R$ 3200,00 além de utilizarem as instalações dos quartéis, caso queiram, achei uma boa estratégia para melhorar a performance dos brasileiros. Abraço Rodolfo.

      Excluir
  5. Lembro-me que sempre tive preguiça de fazer educação física. Culpa dos professores. Mas coitados, são mt mal orientados e remunerados.

    Adicionei o seu blog no meu RSS Feed Reader (http://abacusliquid.com/blogosfera/)
    Quando tiver uma oportunidade adicione também o meu novo site no seu reader (http://abacusliquid.com).

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Meu caro, assim como você gosto muito de esportes e acompanho muitas modalidades nas olimpíadas. Infelizmente, o Brasil faz tudo errado pois direciona toda a verba para o esporte de alto desempenho, ou seja nos atletas já formandos, ao invés de investir na base, em escolas, parques, etc. Outro problema que vejo é que falta disciplina tática nos esportes coletivos. O time sempre espera que algum fora de série resolva a parada, então nunca marcam com tanta vontade quanto os adversários e muitas vezes não fazem o que o técnico pede.
    Quando puder de uma passada no meu blog e me adicione. Vou adicionar o seu.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza, darei uma passada lá. desejo sorte na caminhada.

      Excluir
  7. Concordo e discordo!

    Concordo que o Brasil precisa de mais investimentos e melhoria na estrutura, no que diz respeito, à pratica de esportes e treinamento e discordo quando diz o Brasil não é uma potencia, vamos analisar?

    Estados Unidos: 50% das medalhas advém de um único esporte que é A NATAÇÃO. Quem vê o quadro de medalhas geral, pensa, nossa os EUA são fodásticos em todos os esportes... Não, isso não é verdade. Natação e Atletismo e alguns coletivos, como, basquete, volei, futebol feminino... etc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Matheus, se for olhar o quadro de medalhas, os Estados Unidos é a maior potencia olímpica, sem dúvida alguma. Melhor disparado na natação, más também ganhar medalhas em quase todos os esportes, Ginástica, Remo, Judô, tênis, ciclismo, atletismo, tiro com arco, saltos ornamentais e Esgrima, esportes em que na maioria o Brasil SÓ PARTICIPA.

      Excluir